Swift

Café com Leite #4 || Fanfic

Olá!
Aew! Demorou, desculpa, mas chegou! A Nicole já tinha me mandado, a irresponsável fui eu XD
Se não acompanha a fic, dê uma olhadinha no primeiro capítulo ;)!
Está aqui http://miraculousladybugbr.blogspot.com.br/p/blog-page_20.html a listinha de capítulos! 

Garanto que vale a pena ;)

Ownt *-*

Café com Leite.
  Parte 4: Ao cair da neve.
  By: Nicole Garcia.


Marinette acordou um tanto quanto cedo para um sábado, dormiu tranquilamente lembrando daquele simples relar dos lábios de Adrien em sua testa. Cada vez que lembrava que aquilo não era um sonho corava levemente e mal sabia ela que o loirinho que havia feito isso também ficara ruborizado, chegando em casa se perguntando como havia conseguido fazer aquilo. É, fora um gesto completamente espontâneo e delicado de sua parte.

Pegou o telefone e tratou imediatamente de ligar para Alya.

- Alô?! - A amiga perguntou do outro lado da linha.

- Eu sabia que você estava planejando algo! Alyaaa! - Ouviu-a dando uma risada.

- Se eu não tivesse feito isso você nunca faria sozinha, você devia me agradecer e não brigar comigo, hunf.

- Ele me beijou...

- O QUÊ?!

- Na testa!

- Marinette! Quer que eu tenha um ataque do coração! Aaaah! Queria ter visto - Deu um sorriso, um pouco malicioso - Mesmo querendo que fosse em outro lugar.

- Não pense besteira.

- Não estou pensando. Cara, deve ter sido muito fofa a cena! Viu?! Se eu não tivesse armado esse plano com o Nino, isso não teria acontecido. Me dê meus devidos créditos senhorita Agreste! - Disse Alya em um tom sarcástico e as duas riram.

- Ok, ok, muito obrigada senhorita Lahiffe. Agora me dê licença porque Adrien já deve estar chegando para irmos a um café. - Disse Marinette orgulhosamente.

- Ai! Que rápida! Boa sorte e sem gaguejar.

- Linda. - revirou os olhos. Desligou o telefone e caminhou ate a janela de seu quarto, notando que ela estava ligeiramente embaçada.

Passou a mão pelo vidro e viu que finos flocos de neve caiam.

- Neve!

- Sim, neve! - Confirmou a kwami

-Bom dia Tikki. - Acariciou levemente a cabeça de sua kwami com o dedo indicador.

- Ansiosa para ver Adrien de novo?

- Acertou. - Deu uma risada - Estou fazendo progresso, sabia?

- Você está gaguejando menos, finalmente.

- Vou levar isso como um elogio, obrigada Tikki.

Marinette decidiu trocar de roupa agora, não sabia à que horas Adrien passaria, queria já estar pronta quando ele chegasse.

Vestiu um de seus casacos favoritos, gostava dele pelo fato de ser realmente quentinho, e desceu para assistir TV para passar o tempo.

- Bom dia, pai. Bom dia, mãe - Cumprimentou Marinette ao vê-los tomando café.

- Bom dia! Não vai tomar café não, filha? - pergunto Tom enquanto Marinette sentava no sofá.

- A-Ah, eu já combinei de ir a um café com um amigo meu... - Respondeu - Ele já deve estar chegando.

Nem precisava ter dito, a campainha soou e Marinette despediu-se do pai, tratando de descer logo as escadas.

- Bom dia, Marinette!

- Bom dia, Adrien, que frio! - Reclamou encolhendo os ombros fazendo Adrien rir.

- Parece que o inverno começou.

-P-Percebi muito bem, eu sinto que irei congelar - Sua cabeça tremia um pouco. Quando começaram a andar, Marinette percebeu que havia esquecido suas luvas - Ufa, ainda bem que tem bolsos nesse casaco.

- Aqui, Mari... - Adrien tirou suas luvas entregando-as a Marinette.

- Hm? E-Er... O-obrigada. - Marinette as vestiu e juntou as mãos, soprando o ar formando aquela fumacinha gélida. Aquelas luvas tinham o perfume do Adrien, e era um perfume bom...

Mas esse aroma também lembrava outra pessoa... Cat Noir.

Seria apenas coincidência, certo?

- Mari. - Adrien a chamou, atraindo seu olhar. - Para qual café vamos?

- Eu gosto do Café de Flore... Os croissant de lá são realmente bons, e o café com leite também. - Sorriu - Fica ali naquela esquina, está vendo?

- Ah sim, agora eu vi. - Uniu sua mão esquerda com a de Marinette e atravessaram a rua. Marinette adorava quando ele fazia isso, só que o jeito que ele pegava na sua mão também lembrava bastante o de Cat Noir.

Por que estava pensando tanto no gato agora? Que droga.

Adentraram o estabelecimento e escolheram uma mesa. Logo uma garçonete veio e anotou os respectivos pedidos.

- Você realmente lembrou do esquema da porcentagem. - Entusiasmou-se Marinette.

- Acho que não vou esquecer tão cedo. - Falou mirando o olhar para a janela, percebendo algo estranho lá fora, devia ser um akuma de novo. - Eu já volto, Marinette.
-O-Ok.

Adrien se dirigiu até o banheiro do café aonde não encontrava-se ninguém.

- E como você vai sair daqui? - Perguntou Plagg saindo de dentro da sua blusa.

- Nós podemos passar por aquela janela. - Respondeu.

- Você vai deixar a Marinette esperando, cara? Que rude. - Adrien apenas revirou os olhos.

- Eu resolvo isso depois, Plagg, mostrar as garras!

Na mesa onde Marinette estava sentada, após receber os pedidos também conseguiu perceber alguém lá fora sendo controlado por um akuma.

- A gente explica isso pro Adrien depois, Tikki. - Saiu do café e procurou um lugar para se transformar - Tikki, transformar! - Saiu a procura de onde estaria o akuma. - Onde está Cat Noir? - Olhou para os lados.

- Me procurando, my lady?- Pronunciou Cat beijando-a no rosto.

- Você precisa parar com isso. - O repreendeu, tentando segurar um riso. - Sabe onde está o akuma?

- Acho que naquelas luvas, parece que quando acertam alguém a pessoa fica inconsciente, como se tivesse sido congelada. Você tem algum plano?

- Pegar o akuma quem sabe - Riu - Brincadeira Cat Noir, Talismã!

- Um ventilador? E é meio grandinho, não?!

- Me pergunto como vou usar isso... - Suspirou Ladybug, arremessando seu ioiô e agarrando-se a um poste. - E aí, boneco de neve, sabe, não é muito gentil, tem gente que esqueceu as luvas em casa hoje, eu por exemplo. - Dizia Ladybug girando seu ioiô.

Nesse momento, Cat Noir se lembrou imediatamente de Marinette aquecendo suas mãos, era uma terrível coincidência e não podia ficar pensando sobre isso agora ou acabaria se distraindo. Mas quando viu o olhar de Ladybug, percebeu que eles realmente o fazia lembrar de Marinette, eram quase as mesmas orbes azuladas. Que confuso...

- Cat Noir! - Ouviu a voz de Ladybug o chamar. - Pensei em alguma coisa, use seu Cataclismo ali! Deve ter uma tomada atrás daquela parede. - Apontou Ladybug.

-Como quiser my lady, cataclismo!

E realmente havia uma tomada. Plugou o cabo do ventilador ali e o ligou.

- Hora de entrar numa fria, bonequinho.

- Ei! - Interveio Cat Noir, simulando falso ciúme. - Não o chame assim, my lady.

- Pare com isso Cat, eu tenho olhos só para você. - Disse Ladybug segurando o inimigo com o ioiô. - Vira o ventilador na direção dele! O vento frio vai formar uma camada de gelo onde a neve que ele atira saí, então ele não vai poder atacar a gente.

- Entendido, my lady.

Conseguiram deter o akuma e concluíram a missão com um toque de punhos.

- Com sua licença Cat Noir, estou ocupada agora. - Ladybug deu um sorriso tímido e lançou o ioiô, enquanto o garoto apenas a seguia com um olhar apaixonado.

Estava realmente fascinado com a maneira que ela o fazia pensar tanto assim em ter aqueles lábios tão bem desenhados para si, de poder abraçá-la e ela retribuir, o apertando com aqueles braços que tanto aparentavam ser frágeis.

Simplesmente não conseguia esperar esse dia chegar.

O som de seu anel o despertara de seu transe romântico.

- Droga, eu deixei a Marinette sozinha! - Pensou desfazendo sua transformação em um local totalmente vazio.

- Que irresponsável você, Adrien. - Disse Plagg, Adrien apenas ignorou e correu até o café.

Marinette não estava lá. Céus, será que ela tinha ido embora?

- Me procurando? - Perguntou cutucando seu ombro

- Ufa, você não foi embora... Eu demorei muito, desculpe.

- Não se preocupe com isso. Aliás nossos pedidos já chegaram. - Informou sorrindo. - Não vai querer café com leite frio? Vai?!

- Claro que não.

Terminaram de comer, pagaram e saíram. Adrien parecia meio distraído, estava pensando na Ladybug. Como queria saber quem ela é.
..
Marinette percebendo sua desatenção, pegou um pouco de neve e formou uma bola. Mirou exatamente na cabeça do loiro e arremessou, ele a olhara sem entender, quando viu que a mesma estava rindo.

- Então você quer uma guerra, Marinette? - a desafiou.

- N-Não. - Disse ainda rindo um pouco. - É você que parece estar no mundo da Lua de tão distraído. - Enquanto falava, Adrien aproveitou e também jogou-lhe uma bola de neve. - Ei!

- Quem está no mundo da Lua mesmo? Haha!

- Isso não valeu! - Aproximou-se do rapaz que segurou-lhe sua mão. - C-Como você já acordou completamente, podemos ir.

Esse com certeza, teria sido um dos melhores cafés da manhã de Marinette.
...

*Palmas* 
Um capítulo mais bonitinho que o outro!
Até ;)

Poderá gostar também de:

12 comentários

  1. Vc n foi tão irresponsável pq quem demorou um pokinho fui eu tbm 😶
    Ja to fazendo a parte 5 e spoileir ~tandan~ vai ter meu shippi. Heheh n vo falar mais nada.

    Ei e eu n disse q ia ter bola de neve 😝

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mdsss eu tô louca pro próximo capítulo!!! Tô amando a fanfics❤❤

      Excluir
  2. Ficou muito bom Parabéns!!!!
    Ansiosa para o próximo...
    😀😀😀😀😀😀😀😀😀😀😀
    🐞💜🐱

    ResponderExcluir
  3. Adorei simplesmente adorei muito mignon (fofo em francês).

    ResponderExcluir
  4. Cara, essa fanfic é tãããããããoooo FOFAAAAA MEU DEUS

    ResponderExcluir
  5. Adorei, de verdade ^---^!!
    Para mim é um pouco difícil escrever uma fanfic, você precisa ser muito fiel a história e aos personagens. Parabéns!!

    ResponderExcluir

Se tiver uma sugestão, pergunta, ideia para post, opinião, algo para dizer... Deixe um comentário! Sem palavrões, falta de educação e hate!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...